domingo, 30 de março de 2014

Castelo de Versailles - Parte I

Castelo de Versailles, 27 de setembro de 2011

Salut à tous !

Finalmente eu estava dentro e pronta para o Castelo de Versailles!!!!

Maaaaaas antes mesmo de entrar, claro que tinha que dar uma paradinha na lojinha de souvenirs, que na verdade é mais uma "bancada" mesmo cheia de badulaque que sim, amamos e compramos !!! Vou confessar que não sou muito paga pau da Marie Antoinette, mas como só tinha coisas dela ou do Luis XV e XVI e aí como sou menina e comprei coisas dela hahaha Das balinhas só sobraram o papel, mas é aquele mesmo esquema da Fauchon, pra ninguém dizer que vc foi em Versailles e não trouxe nem uma bala, e no caso essas balinhas de Versailles são tão deliciosas, talvez porque são feitas com um toque de ingrediente especial de maçãs colhidas no pomar do Jardim do Castelo de Versailles (sente o recalque kkkkkk).

Paradinha pra pegar o audio-guia, eu nem perdi tempo e não peguei o meu.


À primeira impressão ao entrar no Castelo de Versailles, é essa aí, que vai te acompanhar por todo o tempo, que é essa multidão de cabeças na frente e atrás, de um lado e do outro, coisa que eu li muito e vi muitas fotos e todo mundo diz que foi assim, mas eu pensei realmente que por já ser tarde, não ia ter tanta gente, mero engano. Logo na entrada vc pega seu audio-guia, mas eu nem quis perder tempo com isso, com mais espera, mais fila, e nem ia dar mesmo pra ficar ouvindo e acompanhando o audio-guia, minha visita ia ser rápida haha. Espero que vc tenha levado na sua necessaire de remédios, o seu querido relaxante muscular, nosso amigo Dorflex vai ter bastante utilidade depois que vc passear pelo Castelo de Versailles com a cabeça pra cima pra tentar tirar uma foto sem um monte de outras cabeças e tentar ver alguma coisa, meu pescoço ficou duro e meus bracinhos doendo huahauhau Como a única chance de ver o Castelo de Versailles vazio é sendo modêla da Dior, e como somos pobres mortais, o jeito mesmo é encarar com tudo.



Mas apesar disso, é claro que eu recomendo a visita. Eu fiz questão de ir pra lá assim que eu comecei meus planos de viagem. O Castelo de Versailles é um marco super importante na história da França, e longe de ser um conto de fadas, se vc quer se sentir uma princesa da Disney é melhor ir visitar a EuroDisney Paris, porque aqui o negócio, pelo menos pra mim, do pouquíssimo que eu sei, só por livros e filmes, é meio arrepiante, parece mais um castelo assombrado por uma monarquia que "fugiu" pra lá, pra poder governar sem os olhos da população francesa e isso lá pelos 1600 e bolinhas desde Luís XIV, construir um dos maiores castelos do mundo, com muito luxo, muita regalia, muita nobreza e na era de Luis XVI então? a população de Paris pobre, doente, moribunda, mal podendo comer sequer um pão.... 



Só pensava nisso quando entrei, e enquanto todo mundo tava preocupado em pegar o audio-guia, eu fui olhar pelas janelas e arrepiou até a espinha haha acho que é uma parte que eles mantém meio "às antigas" e na verdade até hoje eu não descobri do que se trata, mas é sinistro..... 





Bom, saí dali meio rapidinho, pensei que a qualquer momento ia aparecer na janela o espírito da Maria Antonieta sem cabeça com uma criança no colo huahahau. Mas vamos em busca "dos ôros" !!!!







Nessa primeira sala, dava pra ver a Capela do Castelo de Versailles, a entrada é pelo pátio, não dava pra ter acesso por aqui, mas claro que depois de muitas cotoveladas e ombradas e pisadas no pé (brincadeirinha hihihi) eu consegui ver e tirar fotos.

Bom , então preparados para muitas fotos do teto do Castelo?? kkkk Aqui é só respirar fundo, expirar, respirar, contar pausadamente até 10, pensar nas cores verde e azul que são relaxantes e adentrar !! haha Mas apesar de tudo, continuo recomendando a visita !

Salon d'Hercule

A primeira sala se chama Salon d'Hercule (e não que eu soubesse disso na época, porque eu estava sem audio-guia e tals). E era usada como sala de recepções. O teto é um afresco maravilhoso chamado L'Apothéose d'Hercule, de François Lemoyne, de 1736.


E deu pra ver direitinho esse do Paolo Veronese, Le Repas Chez Simon le pharisien, de 1576.
Já esse outro do Veronese, Rebecca et Éliézer, só deu pra ver bem de longe ...
Daí o legal é que da janela já podemos ver os jardins lindos! E olha que nem estava com a sua melhor decoração, já que estava começando o outono e eles estavam fazendo uma renovação.



Salon de l'Abondance

Depois vem o Salon de l'Abondance, onde Luis XIV conservava seu objetos de arte (uma parte desses objetos fica exposta no Louvre)


Salon de Vénus

E depois veio o Salon de Vénus, que só deu pra ver o teto mesmo (ai ai meu pescocinho...) porque a situação estava tensa, até pra levantar o braço tava meio complicado.
Salon de Diane

Depois, acompanhando a multidão, entrei no Salon de Diane, que servia de sala de bilhar (coisa básica!) na era de Luis XIV. Essa sala tinha além dos tetos sempre lindos, muitas esculturas e pinturas, mas não deu pra apreciar muita coisa detalhadamente com todo o carinho necessário, só de relance o quadro Le Sacrifice d'Iphigénie, de Charles de La Fosse, de 1680. 

Salon de Mars

Depois vem o Salon de Mars, vermelho e muito dourado (e cheio cheio cheio)
Mas pelo menos, olhar pro teto compensa, a pintura Mars sur un char tieé par des loups, de Claude Audran. No canto esquerdo da foto bem embaixo, o quadro preferido de Louis XIV, David jouant de la harpe, de Dominiquim.
Retrato de Marie Leszczinska, esposa de Louis XV, rainha da França, por Carle Van Loo.
Salon de Mercure (Chambre du lit)

A próxima sala, é o Salon de Mercure (Chambre du lit), onde chambre du lit é literalmente o quarto da cama, só que porém, não tinha cama nenhuma lá kkkkk acho que tava sendo restaurada, tudo por lá (e em Paris também, diga-se) está sempre sendo restaurando todo tempo (em tempos, agora, março de 2014 o que eu vejo que está sendo restaurado em Paris: (só) a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo e o Panthéon.....), mas bom, muitos quadros, retratos e móveis e mais móveis.







Quadro de Louis XIV à cheval couronné par la Victoire, devant Namur, de 1692
O detalhe que me lembrei agora, é que nessa hora da tarde, com as janelas ficam à direita e as salas à esquerda, entra muito claridade, e fica impossível ver nitidamente e tirar fotos dos quadros sem que haja muita luminosidade, mas esse quadro era realmente muito lindo.

Salon d'Apollon

Na próxima sala, o Salon d'Apollon está o Retrato de Louis XIV em veste de coroação, por Hyacinthe Rigaud, de 1701.
Uma olhadinha pra fora entre uma sala e outra pra dar uma relaxada hahaha

Salon de la Guerre 

A próxima, antes de fechar essa primeira parte, é o Salon de la Guerre que é um luxo, muito mármore, dourados, cortinas, lustres de cristais, pinturas de Charles de Brun, muito "ôro" , uma premissa pra entrar na tão esperada Galerie des Glaces.


 
Nessa hora, minhas perninhas tavam gritando, meu pescoço já tava duro, acho que era impossível tentar olhar pro chão, e meus bracinhos????? que bracinhos kkkkkkk Mas vamos lá, respirando fundo e seguindo a multidão e adentrando na famosa Galerie des Glaces a Sala dos Espelhos do Castelo de Versailles.

À bientôt !

4 comentários:

  1. Pena que não pegaste o audio-guia. Ele ajuda bastante. Essa gente que estava lá nesse dia era uma multidão chinesa? No dia em que fui eram todos chineses. Pra todo lado que se olhava só dava pra ver carinhas de olhos puxados.Mas todos deslizavam quietinhos e davam espaço para se tirar fotos. Desta vez não quis ir lá. É sinistro. Sempre sofri por Maria Antonieta. Ela era só uma patricinha que não precisava ter sido justiçada como foi. Era só terem devolvido a moça para sua terra. Nem Luís XVI era mau. Não quis ordenar que seus guardas atirassem contra a multidão. Danou-se. A história da França está mergulhada em sangue. Jacqueline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jacqueline!
      Eram chineses em sua maioria, mas também tinham americanos e alemães. Eu vou de novo com certeza, pra visitar com mais calma e também conhecer a parte que eu não consegui ver, o Trianon !

      Muito sangue mesmo até no hino "Qu'un sang impur, abreuve nos sillons!"

      Beijos , até mais :)

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir