sábado, 28 de abril de 2012

Os Roteiros (A PRÉ-VIAGEM)

Salut à tous!


Não teve um dia sequer que eu não entrava no Google Maps e no Google Street View ou no site ratp.fr para os roteiros de metro, era um vicio incontrolável (e muito bom, que saudades!) até hoje quando ouço ou vejo o nome de alguma rua ou alguma estação de metro eu já me lembro onde ela fica hehehe, exageros à parte era assim que tinha que ser, já que eu seria a minha própria guia de viagem! Outro detalhe que eu fiquei muito interessada em saber era quando seria o nascer e o por do sol em Paris na semana que eu estaria lá. Planejei um passeio de Bateaux Mouches saindo no fim de tarde ainda claro e voltando já no anoitecer, e a subida da Torre Eiffel também, subir lá ainda no claro e ver o por do sol lá de cima, ia ser perfeito!!! 

No pacote tinha, claro, a opção de fazer os passeios com guia, mas eu sabia que eram muito mais caros, e também onde que eu ia treinar meu francês que eu tava suando tanto pra aprender um pouquinho e ir lá ficar ouvindo a brasileirada falando, e além do mais eu sou super independente nesses pontos, gosto de ficar um tempo ali, outro lá, se gostasse mais daqui ficava, senão já vazava logo, não queria ficar presa aos outros e aos horários dos outros... e que guia ia querer levar o povo no 31, rue Cambon só pra ver a primeira loja da Chanel? Ou na Rue Lepic ver o Café des Deux Moulins do filme Amélie Poulain... mas como um todo meu roteiro era super turistão obviamente! Com tanto pouco tempo e milhões de coisas para ver eu tinha que ir pro básico, não tinha o que fazer, quase chorei quando não consegui encaixar de jeito nenhum, de forma alguma um tempinho pra ir até o Canal Saint Martin .... (tá! mentira eu chorei sim hehehe)


O legal de Paris é que vendo pelo mapa, é uma cidade relativamente pequena, todos os “points” se encontram ali naquele meio e a malha de metro é incrível! Vai vendo, uma cidade tão enorme quanto São Paulo com apenas 5 linhas, e lá em Paris tem 16 linhas de metro e mais de 300 estações !!! Quem vê esse mapa pela primeira vez, acha que nunca vai entender e foi o que aconteceu comigo, e não foi só pela primeira vez, eu demorei muito, mas muito mesmo para entender como eu ia fazer com esse monte de linhas  e cores e números e sentidos, já que eu nunca tinha andado de metro antes em toda a minha vida, foi tenso, depois tinha que saber como comprar os bilhetes, como usar afff tudo isso era motivo de desespero e desanimo, mas claro que eu dei um jeito. E foi bem bizarro como eu finalmente entendi tudo. No começo ficava lá quebrando a cabeça, acompanhando o roteiro e dicas do pessoal no mochileiros.com, tentando a todo custo entender, mas comigo funciona assim quando chega essa fase de muito drama, é melhor nem insistir, desencanar, esfriar a cabeça e ir fazer alguma outra coisa e depois tentar de novo.... que tal focar um pouco mais no francês? (ah o passe composé parecia impossível também), que tal ir atrás das cotações? (com toda aquela história de cartão de crédito e débito, de bloqueado desbloqueado, tenso de resolver) enfim tinha começado a dar tudo errado e eu fiquei estressada!!! Daí resolvi fazer um rehab hauahuahua Pára tudo!

Só o que fazia mesmo era ver muitos filmes e ouvir muita musica francesa muitas das quais foram indicadas pelo Monsieur que alem disso conseguia me aturar e ficar conversando comigo com meu frances ainda todo errado, mais um “franguês” (Frances+português) hahahaa, mas mesmo assim ele ainda me dava todo o apoio.




Eu juro que consegui ficar uma semana inteira sem ver mapa e Google street view e cotação, bem isso é normal neah?? (eu acho!) quando eu voltei à ativa tudo começou a dar certo de um jeito!! Tudo voltou a fluir e até o mapa de metro eu entendi, não só entendi como praticamente decorei o negocio todo hehe aliás, no site da ratp.fr tem um menu de "Plan des Lignes"  e o  “Plan Interactif” que é a coisa mais perfeita do mundo!! É só você clicar na estação de origem que aparece uma bandeirinha verde, depois você clica na estação de destino, vai aparecer uma bandeirinha vermelha daí já aparece a linha, horários, valores, tempo de percurso... demais! Não tem erro ! E o bom do Plan Interatif é que ele mostra também onde está tendo manutenção na linha com as datas e horários, por isso é bom também checar esse link pouco antes da viagem para não ter surpresas de ultima hora. Se bem que o meu intuito nem era ficar zanzando de metro pra cima e pra baixo, eu ia simplesmente pegar o metro, descer mais próximo do meu primeiro ponto do roteiro e andar pelo resto do dia, até quanto eu pudesse aguentar e depois sim pegar o metro de volta pra perto do hotel (ou não!).

Nesse caso, meu hotel Ibis Cambronne era muito perfeito, além de ser uns 15 minutinhos da Torre Eiffel, eu poderia usar 2 linhas de metros distintas: a linha 6 (verdinha) Cambronne e a linha 8 (lilás) La Motte Picquet-Grenelle, haha dava pra fazer a festa (e fiz!).

Pelo mapa parece que a distância entre as estações é grande, mas garanto que é super perto !

Além de ter que ficar ligada no transporte, tem que prestar muita atenção nos horários de funcionamento dos lugares que vai se visitar, por exemplo muitos museus fecham na segunda-feira, outros ficam algum dia abertos até mais tarde e outros são gratuitos no primeiro domingo de cada mês. Eu adoro museus, e arte, e história (não que eu conheça muita coisa assim sobre isso!) Paris é cheia de museus de todos os tipos e gostos, eu tentei encaixar os “mais mais”: Louvre, D’Orsay, Centre Pompidou, Quai Branly, Cluny, Orangerie, Arts Decoratif et Textille ... esses aí! Com tantos museus no roteiro eu descobri que tem um esquema muito legal em Paris, que é o Paris Museum Pass você compra de acordo com quantos dias quer usar (2, 4 ou 6), e na hora entra na faixa e ainda evita todas as filas! O que eu até acabei não comprando, pois como ia começar e usá-lo no sábado e na sexta eu já me toquei que eu não ia conseguir entrar em nenhum museu mesmo, eu me conformei e nem comprei, mas quem vai visitar museus vale muitíssimo a pena, entra lá no site e pega mais informações.

Depois de muito estudar rotas e destinos e lugares e metro e tudo mais, meu roteiro ficou fechadinho e pronto no dia 18 de setembro (hhuahua meu embarque era no dia 21 de setembro!!) Ficou exatamente assim:   
Programação Paris  

E o mais engraçado era que a pessoa ACHAVA que ia fazer tudo... mas sinceramente se eu conseguisse fazer pelo menos metade de tudo isso eu ia ficar muito feliz, já seria mesmo um sonho chegar até lá, ainda mais fazer tuuuuuuudo isso!!! 
Paris e as minhas estrelinhas, os lugares "tops pontos de referência" salvos no Google Maps para acessar de qualquer lugar


Todos os locais tem seus respectivos sites, estão em francês mas tem a opção de inglês, espanhol, alguns até em português, portanto antes de mais nada e bom entrar e pegar todas as informações possíveis, que é claro por se tratar de França, Europa, o negócio é show, não falta nada, eu fui em cada um deles e imprimi todas as “informations pratiques” de cada site, com os horários, preços, acesso etc, enfim tudo certinho. Decidi também que não ia comprar ingressos antecipados para nenhum lugar, acho que a maioria dos sites tem essa opção, todo mundo indica muito comprar os ingresso principalmente da Torre Eiffel antecipadamente , pois as filas são imensas e muito demoradas, tipo umas 2, 3 horas pra subir (e nela não vale o Paris Museum Pass para furar fila !!!), mas eu não queria me prender a nada, pois além de ter o meio roteiro fechado e pré-definido, eu tinhas meus planos alternativos, plano B, C, D, E, etc hehehe pois é, poderia sim acontecer muitas coisas que não estariam ao meu alcance de resolver, por exemplo, chuva demais, greves, atentados terroristas hmmm ou os mais simples, me atrasar muito em um lugar distante e ficar lá com o ingresso da Torre Eiffel na mão de bobeira... então resolvi que o que fosse dando certo, ia ser tudo na hora mesmo, nesse caso de compra de ingressos sai daqui sem nenhum.
Uma prévia das "pequenas" filas para subir na Torre Eiffel (fotos da internet)







Duas coisas que eu não teria controle nenhum seria: o clima e minha saúde. Claro que como sempre tomei todos os cuidados necessários para não ficar doente (acho que tomei o dobro de cuidado!), tomei até a vacina para gripe! Não é que uma semana antes, logo depois do feriado de 7 de setembro, meu irmão e minha mãe ficaram hiper doentes, tipo de cama .... quem seria a próxima vítima???? Eu!!! Se eu pegasse essa gripe, seria exatamente na semana da viagem, imaginem só o meu desespero, tomei litros de suco de laranja e quilos de vitamina C hehehe! Eles sararam e eu achei que tinha me livrado, quando sábado 17 de setembro eu tava vendo um filme (Marie Antoinette hihi) e a minha garganta começou a doer, raspar, arranhar ... ahhhhh queria morrer, não era possível que eu ia ficar doente bem na semana da minha viagem :((((( minha mãe foi correndo na farmácia comprar remédios, pastilhas e sprays pra minha gargantinha, mais ainda bem que não passou disso.

Queria mudar o visu para a viagem também, tipo mudar a cor do meu cabelo que estava numa situação gritante, deplorável, tava assim raiz escura e ponta queimada horrendo! Fui no salão e pintei um mês antes da viagem #perigo, queira castanho claro (bem claro), mas achei escuro na amostra e pedi pra cabeleireira misturar louro escuro (falou a especialista aqui! Pra que!). O resultado foi um desastre, queria morrer! Cada vez que eu lavava ficava mais e mais LA-RAN-JA ao ponto de me perguntarem: “Vânia, porque você esta ruiva??” (oi?) ou então : “nossa o que você fez no cabelo??? (como quem pergunta: que cagada você fez no cabelo??) huahuahua eu juro que poderia até fazer uma banda cover do Paramore, tava a própria Haley Williams kkkkkkkk ódeeeo, poxa, cabelo é TUDO pra mim, 2 semanas depois eu voltei no salão e disse que meu cabelo tava laranja: o que fazer??? Pintar, e de castanho escuro! E eu que nunca tinha escurecido o cabelo, tive que encarar afinal com certeza peeor que o laranja não ia ficar né? Quando acabou eu tava morena hmmmm fiquei em choque! Mas como ainda faltava um tempo para a viagem ele foi ficando um castanho claro que eu adorei, super combinou comigo! Pronto, sem stress, o visual para Paris estava pronto ( e aprovado!!!)

Outro pequeno detalhe antes de viajar eu queria muito que desse tempo de eu tirar meu aparelho fixo dos dentes, já estava livre deles na parte superior e queria me livrar da parte inferior uuuuuurgente antes da viajem, consegui isso com a ajuda da minha dentista querida Dra. Viviane no mês de setembro, que eu fiquei infernizando sobre a minha viagem desde fevereiro, claro!


Sobre o guia de viagem eu acabei comprando um que eu nem queria, tava de olho desde o começo do ano para já ir “estudando” o Guia Visual Paris Folha de São Paulo edição 2010 (a edição é muuuuuito importante quase acabei comprando uma edição anterior com informações desatualizadas).


<<<<<<< Eu vi essa edição na Fnac em Campinas, mas deixei pra comprar outro dia, pra quê, nunca mais achei em lugar nenhum, nem online, a edição estava es-go-ta-da!! Esperei até julho e nada! 


          
 >>>>>>>>>  Acabei comprando um guia equivalente o Keyguide Guia de Paris da Publifolha que paguei R$ 62,00 (e eu acabei de ver agora online na Fnac tá R$ 49,90 what?) mas o meu é edição 2011, já teve ter saído uma mais recente. Assim, o guia é legal para você ficar olhando antes de ir, lendo antes de ir, mas os mapas são pequenos ou cortados (acabei de ver também que agora vem um mapão avulso hmmmm no meu não tinha) .... e fora que é pesado! Na real, esse guia e meu mini dicionário de francês/português ficaram dentro do quarto do hotel mofando na cabeceira da cama.... foi pura perda de tempo levar, mas só para atualizar, esses dois guias já estão ultrapassados, hoje, pesquisando online o mais atualizado Guia Visual da Folha de São Paulo - Paris, é esse daqui:



Eu trabalhei até o dia 20 de setembro, despedir do pessoal do escritório foi o primeiro passo pra eu acreditar que realmente tava chegando a hora, eu sabia que tava indo pra um lugar tão longe, deu uma dor no coração, afinal tinha a possibilidade de eu nunca mais voltar (que draaama!) despedir do meu chefe que tinha me aturado tanto nos preparativos, me dado tantas dicas pra essa maluca de primeira viagem que perguntava toda hora milhões de questões absurdas e tolinhas hihi, mas também ele sabia o quanto esse era o meu sonho e o quanto eu estava feliz de estar perto de realiza-lo, me passou muita energia positiva, a energia que eu precisava muito!!

À Bientôt !

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir